(65) 3617.7600 contato@graficaprint.com.br

DICAS DE IMPRESSÃO

TIRE TODAS AS SUAS DÚVIDAS

Dicas para conseguir uma boa qualidade de impressão das fotos

Um programa jamais será melhor do que os dados utilizados para criá-lo. Com fotografia digital não é dessemelhante: o resultado final da foto não ficará superior do que a imagem capturada por sua câmera.

Isso significa que é essencial empregar as elevadas configurações de qualidade disponíveis em sua máquina fotográfica, pois não importa a eficiência que possui seu software de edição de imagens, nunca poderá adicionar qualidade a uma foto malfeita.

Ajustar a peculiaridade da captura das fotos e da impressão é mais complicado do que parece. Afinal, precisamos lidar com mais de uma configuração. Mas ai vão algumas dicas:

fotografia

Tamanho da imagem: 

A maior parte das pessoas já tem experiência em ajustar o tamanho da imagem, denominado configuração de megapixels. O número de megapixels significa quantos milhões de pontos compõem a imagem feita. Uma foto de 4 megapixels, por exemplo, possui, aproximadamente, 4 milhões de pontos, divididos assim: 2.000 pontos na horizontal por 2.000 na vertical. Você deve selecionar o máximo de pixels possível até a resolução 640 por 480 pontos na web, independente de quantos sua câmera esteja apta a capturar.

Qualidade da impressão: 

Ao imprimir seus arquivos, é importante ter um fornecedor eficiente e que lhe proporcione alta qualidade. Modelos de gráfica online são opções viáveis e praticas. Porém, para obter resultados positivos, seu arquivo deverá ser preparado de acordo com as orientações da gráfica. Atente-se a resolução da imagem, mantedo-a sempre com 300 dpi já no formato final e com todos os elementos no sistema de cor CMYK.

conta_1

Qualidade das fotos: 

Qualidade refere-se ao emolumento de compressão utilizada para elaborar os arquivos de foto digital menores. Selecione a melhor qualidade fotográfica para a sua câmera digital. Não armazene tantas fotos simultaneamente, e sim, fotos com qualidade elevada, essas proporcionarão melhores resultados de impressão.

Cores: 

As máquinas fotográficas trabalham com o sistema de cor RBG, o que não é apropriado para impressão, já que equipamentos profissionais trabalham com o sistema de cor CMYK. Portanto, garanta que suas fotos sejam convertidas em CMYK antes de encaminhar o arquivo à gráfica.

coresPapel: 

Use papel apropriado e com gramatura compatível à sua necessidade. Se necessário, peça auxílio a profissionais da área como o produtor gráfico e o designer.

Formato do arquivo: 

Por fim, escolhe-se o formato do arquivo, conhecido como tipo de arquivo. O mais comum é o JPEG, por conta da flexibilidade de que não importa o programa ou o computador, você sempre poderá visualizar a imagem que possui esse formato. Além disso, a compressão JPEG é econômica, podemos originar arquivos de foto muito compactos e facilmente enviáveis por e-mail, carregados na web e armazenados em qualquer dispositivo ou criar imagens impressionantes (com menor compressão) que pode satisfazer, até mesmo profissionais.  A maioria das câmeras digitais permite a escolha de outros formatos, como TIFF e RAW. Explica-se que JPEG sempre abaixará um pouco da qualidade da imagem, então prefira TIFF ou RAW.